ENDOMETRIOSE

 

Endometriose é uma doença ginecológica crônica, benigna, estrogênio-dependente e de natureza multifatorial que acomete principalmente mulheres em idade reprodutiva. Acredita-se haver uma prevalência da doença entre 5% a 10% da população feminina em idade fértil.

Infelizmente, ainda hoje, a média estimada do tempo entre o início dos sintomas referidos pelas pacientes até o diagnóstico definitivo é de aproximadamente 7 anos.

A endometriose pode ser dividida em três apresentações distintas (superficial, ovariana e profunda), os principais sintomas associados são: cólicas, dor pélvica crônica, dor durante a relação sexual, alterações intestinais e-ou urinárias no período menstrual (ex: distensão abdominal, sangramento nas fezes, dor ou sangramento na urina) e infertilidade.

A suspeita clínica associada ao exame físico traz a hipótese de endometriose, mas é necessária a realização de exames auxiliares. O ultrassom pélvico transvaginal com preparo intestinal e a ressonância magnética são os principais métodos por imagem para detecção e estadiamento da endometriose. É importante ressaltar que os exames de imagem são muito eficientes na detecção e no estadiamento de lesões profundas e dos ovários, mas só esporadicamente é possível visualizar lesões superficiais.

TRATAMENTO:

A endometriose deve ser abordada como uma doença crônica e merece acompanhamento durante a vida reprodutiva da mulher. O tratamento clínico é eficaz no controle da dor pélvica e deve ser o tratamento de escolha na ausência de indicações absolutas para cirurgia.

O uso dos anticoncepcionais de forma contínua resulta em bloqueio ovulatório e tem efetividade no tratamento da dor pélvica decorrente da endometriose, assim como o DIU liberador de levonorgestrel e implante de etonogestrel (implanon).

O tratamento cirúrgico deve ser oferecido às pacientes em que o tratamento clínico for ineficaz ou contraindicado por alguma razão. O objetivo da cirurgia é a remoção completa de todos os focos de endometriose, restaurando a anatomia e preservando a função reprodutiva, preferencialmente, deve ser realizada por videolaparoscopia.

Envie um email

3 + 1 = ?

|9(TY\6i