FLUXO PAPILAR

Fluxo papilar é definido como a saída de secreção pela papila (mamilo) fora do período de gravidez ou amamentação. Também é conhecido como descarga papilar. Representa sintoma responsável por 5 a 10% das queixas no ambulatório de mastologia. A presença do fluxo papilar pode causar grandes preocupações, entretanto a grande maioria dos casos está relacionada a alterações benignas. Há três tipos de fluxo papilar: saída de leite (galactorreia), fluxo causado por alterações normais da mama e fluxo suspeito (espontâneo, unilateral, aspecto de água ou sangue) frequentemente associado às doenças mamárias como o câncer. A galactorréia fora do período gestacional e de amamentação deve ser investigada, pois pode estar relacionada a fatores patológicos (como doenças da tireoide e tumores da hipófise) ou ao uso de medicamentos e, até mesmo, o estresse. Na presença de fluxo papilar, procure sempre o médico mastologista para avaliação e realização de diagnóstico adequado.

|9(TY\6i